Como montar um Home Office – Veja algumas Dicas

Como montar um Home Office – Veja algumas Dicas



Como montar um Home Office – Veja algumas Dicas

Fugir do caos urbano e melhorar a qualidade de vida, tem sido o objetivo de muita gente que pensa em montar um home office e realizar o sonho de trabalhar em casa.

Na vida moderna, o home office tornou-se um importante ambiente, muitas vezes até mesmo uma opção de vida.

É cada vez mais comum no Brasil empreendedores manterem um escritório em casa não apenas para a execução de tarefas domésticas, afazeres burocráticos do dia a dia ou, até mesmo, para pagar as contas, mas sim para manter um home office como um meio de vida, como nas franquias home based.

Independente do objetivo, para montar um home office é necessário planejamento e alguns cuidados. Nós do Empreendedor Online estamos trazendo algumas dicas para quem planeja montar este espaço de trabalho em sua casa.

Afinal, com o caos urbano que reina na maioria das metrópoles brasileiras, trabalhar em casa em um ambiente especialmente projetado para você passa a ser uma ideia tentadora, não acha?

Como montar um home office – Veja algumas dicas práticas

Primeiro passo para montar um Home Office

Comece definindo que tipo de atividades serão trabalhadas, e também qual o horário que isso se dará. Esse é o passo mais importante para quem vai criar um home office, o planejamento.

Com essas informações você consegue definir qual o espaço mais adequado para o tão sonhado escritório em casa.

Com o local já escolhido, é hora de pensar nos móveis. Uma mesa e uma cadeira confirtável e ergonomicamente correta. Material para a organização de trabalho como prateleiras e gavetas é essencial.

Não deixe passar em branco a decoração do home office. Além desse espaço ser prático e funcional, será onde voce passará a maior parte do dia. Ele deve ser visualmente agradável também.

Equipamentos eletrônicos para montar um home office

Tentar fugir na tecnologia é insensatez. Para criar um home office, umas das preocupações necessárias é analisar todos os equipamentos que o seu negócio vá precisar.

De ínicio, podemos citar um bom computador. Não há necessidade de uma placa de vídeo de última geração, apenas uma máquina que não atrapalhe sua rotina de navegação pela Internet e te ajude a gerenciar programas como Excel e Word, que são os mais usados para escritórios.

Um outro ponto é uma boa impressora. Para quem planeja montar um escritório em casaé uma peça fundamental. Equipamentos que compactem a maior parte de funções num só é a melhor pedida para não ocupar tanto espaço no seu home office. As opções no mercado que agregam impressora, fax, scanner e telefone estão por volta de R$300.

Suprimentos para o seu home office

Os pontos de distração se tornam a maior dificuldade. A concentração é muito importante, então se torna necessário eliminar qualquer ponto de distração.

Por incrível que pareça, o que mais quebro o ritmo de quem trabalha em casa é a falta de suprimentos de escritório ou informática.

Por isso, faça uma lista de todo o material necessário e vá as compras. Não se preocupe com as barrinhas de cereais no seu home office, essas a gente compra no supermercado.

Antes de criar seu home office, planeje a nova rotina

Para trabalhar em casa é necessário muita rotina, por isso o passo mais importante é o planejamento. Veja as alterações que vão acontecer na sua vida pessoal. Trabalhar em casa requer método e principalmente disciplina. É preciso aprender a separar o home do office.

Avise a família, determine seus horários, e rotinas que deverão ser cumpridas. Afinal, seu escritório em casa não é apenas aquele “cantinho” do papai ou da mamãe.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Dicas para montar um Home Office produtivo

Dicas para montar um Home Office produtivo



Dicas para montar um Home Office produtivo

É fato que trabalhar em casa tem seus prós e contras. Então, para otimizar os prós, vale seguir algumas dicas e manter a produtividade em alta. Parte disso é conquistada com um home office bem bacana, livre de entulhos, onde o trabalho possa fluir.

Acompanhe, então, essas dicas divulgadas pelo FastCompany, criadas por Linda Varone e Michael Chauliac, especialistas em home office e ergonomia.

Dicas para montar um Home Office produtivo

Não ouse demais

Na hora de montar um espaço de trabalho, é natural que o empreendedor queira um ambiente diferente dos demais. Mas é importante não ousar. Móveis cheios de curvas, como vistos em revistas de design e redes sociais como o Pinterest, podem não ser funcionais: uma cadeira toda descolada pode causar problemas na coluna e chamar atenção demais. “Quando há muitos estímulos visuais, o próprio ambiente pode ser o causador de distrações que diminuem a produtividade, diz Linda.

Siga regras ergonômicas

A ergonomia é o estudo da relação do ser humano e os ambientes em que ele se encontra. No trabalho, esse estudo objetiva o bem-estar frente a males causados pela jornada de trabalho, como dores nos pés, na coluna e problemas visuais.

Alguns pontos que devem ser levados em conta na hora de preparar seu home office: ajuste sua cadeira em uma altura que permita que seus pés sempre estejam apoiados firmemente no chão ou em um descanso para pés, posicione seu antebraço em posição paralela ao chão na hora de digitar e coloque o monitor de maneira que seus olhos consigam ver toda a tela sem movimentos bruscos da cabeça.

Abra espaço para a luz natural

O sol faz bem e pode te ajudar a se manter acordado. Por isso, monte seu home office perto de uma janela. E dependendo da vista, vale começar seu horário de descanso dando uma bela olhada lá fora.

Mas não esqueça das lâmpadas

A luz natural faz bem, mas provavelmente não será suficiente para iluminar seu escritório. Por isso, não esqueça das lâmpadas. Linda Varone dá uma dica: em vez de luzes de parede, tente colocar luminárias na sua mesa – essas luzes podem proporcionar brilho suficiente e ainda deixam o ambiente com um clima mais bonito.

Guarde papéis de forma inteligente

Chauliac afirma que o armazenamento de documentos é o principal problema de quem trabalha em casa, por conta da aversão das pessoas àqueles grandes armários de documentos. Segundo ele, esses móveis não são os mais atrativos do mundo, mas são necessários. No entanto, dá para ter estruturas mais bonitas, como prateleiras coloridas, por exemplo. É importante que elas tenham bastante espaço. Nos primeiros dias de trabalho, você pode pensar que vai sobrar espaço, mas aguarde e verá a quantidade de papel produzida durante o trabalho. Para quem trabalha dentro de um quarto de hóspedes, outra dica de Chauliac. “É provável que o cômodo tenha um guarda-roupa. Use-o”, diz ele.

Crie um “espaço de conforto”

Trabalhar por muito tempo sem uma parada é prejudicial à saúde e à própria produtividade – é necessário parar para readquirir a concentração do começo do expediente. Na hora de descansar, prepare um lugar confortável. Tudo depende de espaço, claro, mas uma poltrona estofada, um travesseiro e uma luz mais fraca podem fazer a pausa valer muito mais a pena.

Tenha uma plantinha perto de você

Uma planta é a decoração perfeita para o seu home office, já que ela traz para a sua casa algo que está lá fora. Além disso, ela não chama atenção o bastante para tirar a concentração. Outra vantagem das plantas é que é possível deixá-las mais de dois dias sem água. Em outras palavras, você não precisa nem chegar perto do seu home office aos fins de semana.

Personalize com bom senso

Nada contra colocar fotos de família na sua mesa, mas, depois de um tempo, elas deixam de chamar a sua atenção. “É importante personalizar a mesa, mostrar que aquele lugar é seu, mas talvez seja melhor fazê-lo com memes impressos, histórias em quadrinhos ou até um cheiro que te deixe mais alegre”, afirma Linda.

Tire da sua vista coisas que te incomodavam no seu emprego

Chauliac tem aversão a um eletrônico mais que comum em escritórios: impressoras. “Elas parecem chatas e até seus barulhinhos me irritam”, diz ele. Sua fobia pode ser a mesma dele, ou aquele monte de post-its colocados no monitor, ou o toque do telefone. Trabalhar em casa tem que ser mais legal do que trabalhar fora, então é importante tirar de vista o que pode te deixar para baixo. “Ninguém está falando que é proibido ter uma impressora ou um telefone. Basta deixar aquilo mais escondido”, afirma Chauliac.

Mantenha tudo o que você precisa perto de você

Lembre-se das distrações que a sua casa pode proporcionar. A TV; sua namorada ou namorado; comida; seu animal de estimação. Tudo isso é ótimo, mas deixe-os para a hora do descanso. Se toda vez que você precisar de caneta, tesoura, grampeador, papel ou uma bebida, você precisar atravessar todas essas “tentações”, é provável que você perca muito tempo.

Mantenha o que você precisa ao alcance da sua mão. Se possível, pense na ideia de ter um frigobar no seu escritório. Mas há exceções. “É importante parar. Almoçar na mesa de trabalho é algo que não deve ser feito, por mais legal que o ambiente de trabalho seja. Não é preciso ficar ali todo o tempo do mundo”, diz Linda.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Dicas para montar um Home Office ideal

Dicas para montar um Home Office ideal



Dicas para montar um Home Office ideal

 

Cada vez mais pessoas trabalham a partir de casa, e a tendência dos home office não deve diminuir. Pelo contrário, a nova organização da economia está indo cada vez mais nesta direção, e algumas pessoas começam a ser bastante bem-sucedidas nas suas atividades profissionais executadas parcial ou totalmente a partir de um escritório em casa.

Dicas para montar um Home Office ideal

Mas um pouco de planejamento pode tornar o seu home office muito mais efetivo, sem perder as vantagens de trabalhar dentro de casa. Veja abaixo 7 dicas para compor o escritório ideal na sua casa ou apartamento.

Defina o local

O ideal é que seja um ambiente isolado do restante da casa, bem iluminado, com acesso fácil (especialmente se você pode vir a receber clientes, parceiros ou fornecedores no seu escritório doméstico), e com a infra-estrutura necessária: energia elétrica, linha telefônica, etc. Como em tudo na vida, aqui também o foco é importante. Tratar a casa inteira como se fosse o seu escritório é receita de confusão e perda de produtividade, mesmo se você mora sozinho.

Organize espaço para armazenamento

No mínimo, você precisa de gavetas e de uma boa estrutura de arquivamento organizado de documentos e papéis em geral. Em qualquer papelaria você encontra arquivos de pastas suspensas “modelo econômico”, que podem ser um bom primeiro passo. E não basta possuir: você tem que usar bem.

Coloque etiquetas nas abas de todas as pastas, e guarde tudo na pasta certa imediatamente, sem deixar acumular em uma pilha. A melhor forma de garantir que isso ocorra é manter o arquivo sempre ao alcance de sua mão. Nas gavetas, você pode manter o material de escritório, equipamentos eletrônicos e outros itens que não precisam ficar sobre a sua mesa.

Se você precisa de muito material de referência, prateleiras em um local conveniente também passam a ser essenciais. E um balcão (para a impressora, o arquivo e outros itens que precisam ficar expostos mas fora da sua mesa), de preferência conjugado a um armário fechado é o primeiro passo no caminho de um escritório doméstico completo. O que você não pode encontrar, você não pode usar – e em um escritório em casa, você não terá a quem culpar. Mantenha tudo organizado, etiquetado e limpo!

Escolha bons móveis de escritório

Além do mobiliário específico para armazenamento, você precisará de móveis de escritório comuns, inclusive uma escrivaninha com gavetas (na hora de escolher, leve em conta o espaço disponível!), uma cadeira giratória e com rodas para facilitar a sua movimentação, pelo menos uma cadeira para seus interlocutores, um bom cesto de lixo, e um balcão que possa abrigar a impressora, fax, arquivo e a garrafa de café. Considere os aspectos ergonômicos, e ao escolher o local dos móveis, não coloque nada no seu próprio caminho: facilite seu deslocamento entre a mesa, o arquivo e a impressora, ou você perceberá que está deixando de imprimir, ou empilhando os papéis em cima da escrivaninha, para evitar ter de dar uma volta e chegar lá.

Invista em comunicações

Se você mora com mais pessoas, ter um número telefônico exclusivo para o escritório doméstico é essencial, e não custa caro. Certifique-se de ter uma secretária eletrônica ou correio de voz, para os momentos em que você não puder atender. O computador também não pode manter a linha ocupada, portanto um sistema de banda larga vem a calhar. Compre um aparelho telefônico com suporte a viva-voz ou um fone auricular – você vai trabalhar sozinho, ter as mãos livres é essencial.

Seja encontrável

Ainda que você não tenha um website completo, registrar um domínio com o nome da sua empresa ou o nome mais adequado à sua atividade, publicar nele uma página de contato e usar um e-mail baseado neste domínio, custa pouco e faz toda a diferença na hora de causar uma primeira boa impressão, ou de ajudar um cliente a lembrar como encontrá-lo. Registre também seu telefone, e-mail e URL em todas as listas telefônicas classificadas (“páginas amarelas”) de sua cidade. Tenha cartões de visita e use todos os dias. Não imprima em casa: use serviços profissionais para isso. Diga neles quem você é, o que você faz, e como pode ser encontrado.

Cuidado com o computador

Um dos itens com maior impacto no orçamento. Use o mais adequado às suas necessidades, mas se você for comprar um só para isso, prefira um notebook econômico, ainda que não seja especialmente leve ou compacto: na maior parte do tempo você vai usá-lo na sua própria mesa. Compre e use uma corrente específica para fixar o notebook à mesa (à venda na maior parte das lojas de informática brasileiras), reduzindo o risco de furto. Exija suporte a redes sem fio, e o máximo de memória RAM que você puder adquirir.

Escolha bem os periféricos

Se você ainda não tem impressora, provavelmente a melhor opção é partir diretamente para uma multifuncional, que além de imprimir com qualidade, serve também como scanner e copiadora (e às vezes fax). Contrate um plano de banda larga – ADSL, Cable modem ou similar. Faça cópias de segurança de todos os seus dados regularmente.

Claro que, se você não mora sozinho, a dica mais importante é: faça com que sua família compreenda e apóie a sua dedicação a atividades profissionais dentro de casa, e trate adequadamente o período em que você está no escritório. Separe o home do office.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Prós e Contras do Home Office

Prós e Contras do Home Office



Home Office tem seus prós e contras, mas vale a pena

Talvez para a maioria não funcione, pois requer muita disciplina, organização e principalmente método. Todavia, muitas empresas já ingressaram nesta realidade e usam trabalhadores home office há anos. Porém, pode ser uma verdade a ser enfrentada e aplicada para solucionar despesas e/ou outras questões.Embora haja muita resistência, é um meio de trabalho legítimo e pode ser uma alternativa para algumas empresas e escritórios.

Prós e Contras do Home Office

Uma pesquisa realizada pela Remunerar, consultoria de remuneração, com empresas que utilizam deste tipo de trabalho há anos demonstra alguns dados interessantes::

No Brasil, a prática ainda está em processo de popularização, com alguma resistência, onde 38% das empresas afirmam não ter a intenção de implementar este modelo de trabalho.

Atualmente, segundo o levantamento, 34,75% das empresas já lança mão do trabalho remoto – para 54% destas, até 30% do total de horas dos funcionários elegíveis à modalidade é feita em ambiente remoto.

Em tempos de falta de mão-de-obra, a prática pode virar moeda de troca para manter os talentos na equipe. A pesquisa aponta que 47% dos funcionários julgam a prática altamente motivadora.

A dificuldade está no cálculo de eficiência desse modelo. As empresas brasileiras ainda não conseguem por na ponta do lápis o quando se ganha (ou se perde) em produtividade quando o funcionário está em casa. O fato é que a produtividade é uma questão estrutural no Brasil. Porém, definitivamente se economiza em valores para manter o funcionário dentro da empresa, como com a locação para acomodar esses funcionários e a estrutura. Custos que em um negócio começando fazem considera´vel diferença para o bolso do empreendedor. Hoje o aluguel de um escritório custa o dobro do que custava dez anos atrás. Isso para não falar da questão da mobilidade, importante gargalo de infraestrutura nas principais capitais do país.

Mesmo com estas ideias, a grande maioria das empresas não oferece tal possibilidade em várias áreas, apenas em áreas específicas:Entre as que já permitem o home office, 59,68% pratica o modelo em apenas em algumas áreas. Os departamentos de vendas, marketing, tecnologia da informação e recursos humanos são os mais adeptos – principalmente no setor de serviços (70%). Há segmentos da indústria de Brasil novo e Brasil antigo, naturalmente as empresas e departamentos que já trabalham por projeto têm maior propensão à adoção do mecanismo.

Para funcionar, o funcionário deve estar preparado para esta nova realidade e mais, a empresa deve oferecer suporte, tanto tecnológico como gestão e logístico. Não se trata de direitos e deveres entre empresa e funcionário. É mais do que isto: Trata-se de uma dedicação de um ser humano para gerar capital a um ente que devolverá parte deste como forma de remuneração, ou seja, são pessoas lidando com pessoas.

Capital humano satisfeito. É o melhor que uma empresa pode conseguir para o seu desenvolvimento. Se o home office é o meio, não custa tentar.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Home Office – Quais as vantagens de trabalhar em casa?

Home Office – Quais as vantagens de trabalhar em casa?



Home Office – Quais as vantagens de trabalhar em casa?

O Home Office, escritório em casa, ainda é uma modalidade de trabalho pouco comum no Brasil. Aqui, em recente pesquisa realizada pela Hays, empresa especializada em recrutamento e seleção, apenas 30% de instituições pesquisadas adotam a prática, que é muito comum em outros países.

Em lugares como Estados Unidos há várias empresas que já utilizam o sistema de trabalho em home office, que está previsto em legislação e pode ser vantajoso tanto para a empresa quanto o empregado. Os resultados são animadores e têm impulsionado outras empresas neste caminho.

Quais as vantagens de trabalhar em casa

Trabalho em casa requer disciplina

Especialistas enfatizam que a escolha pelo trabalho em casa requer disciplina do trabalhador para cumprir horários e se dedicar ao trabalho. O resultado pode ser mais qualidade de vida, autonomia, além da possibilidade da adotar um ritmo próprio de trabalho. O empregador também ganha já que terá diminuição em seus custos, mas é preciso dar apoio ao trabalhador para que ele não se sinta isolado ou esquecido.

“Disciplina é a palavra de ordem. Objetividade e comunicação também. O ideal é fazer uma reunião com os familiares e explicar como será o trabalho e que, em determinado horário estará a serviço da empresa e indisponível para questões familiares”, ensina o coach e neurocientista do Instituto Brasileiro de Gestão Avançada, Aguilar Pinheiro. O melhor, segundo o especialista, é estabelecer normas e protocolos, inclusive sobre a presença de cachorros e crianças pequenas próximas ao home office.

Em casa com profissionalismo

As vantagens de trabalhar em casa são muitas, mas nada de achar que o trabalho em home office elimina responsabilidades relacionadas à produtividade e qualidade de trabalho. Um exemplo clássico é como o profissional deve se arrumar para trabalhar em casa. Nada de informalidade demais já que, segundo Pinheiro, ficar de roupão, bermuda e pantufas pode passar a mensagem ao cérebro de que se está de férias. “É preciso separar o campo familiar do profissional. Além disso, também é indicado ter a mesma postura com contatos e agir como se estivesse na empresa”, afirma.

A boa nova com o home office é que não existirá mais o estresse do trânsito e o tumulto dos grandes centros, proporcionando maior qualidade de vida. Sob o aspecto negativo, pode-se citar o sentimento de isolamento que o empregado está sujeito, pois não terá mais contato constante com os colegas de trabalho, além do excesso de horas de trabalho, esquecendo-se dos familiares para se dedicar às atividades profissionais.

Logística para o trabalho em home office

Para o professor de administração de recursos humanos da IBS/FGV, Marcelo Rocha, se por um lado há a diminuição de custos para o empregador, que não terá a presença física do empregado dentro da empresa, há outros aspectos que devem ser considerados. “É importante que a empresa dê o suporte necessário para que o seu empregado execute as atividades fora do ambiente de trabalho e isso significa custos como, por exemplo, a disponibilidade de uma internet de banda larga na residência do empregado, softwares de conectividade com a empresa, antivírus etc”, observa Rocha.

Como a prática é pouco utilizada em nosso país, o especialista da IBS/FGV destaca que é preciso fazer um contrato bem redigido e que preveja todas as questões trabalhistas envolvidas para que não cause prejuízos à empresa e ao empregado. Em relação ao trabalhador, deve ser feita uma análise conjunto com a empresa para avaliar as questões dos custos e dos benefícios. “É preciso avaliar as questões dos custos e dos benefícios, como qualidade de vida, por exemplo, e o que esta mudança poderá proporcionar. Além, é claro, de analisar cuidadosamente os aspectos inerentes à atividade da pessoa, uma vez que nem toda função permite esta “flexibilidade’”, afirma Marcelo Rocha.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Home Office – Uma questão de perfil e disciplina

Home Office – Uma questão de perfil e disciplina



Home Office – Uma questão de perfil e disciplina

O Escritório em Casa pode ter muitas vantagens para o profissional e para a empresa, porém é necessário levar alguns aspectos em consideração. Parece ótimo pensar no fim da obrigação de frequentar diariamente o escritório da empresa, não perder horas no trânsito, fazer o próprio expediente e ter mais tempo para passar com a família ou fazendo o que gosta, não é? Conhecida já há alguns anos, a modalidade de trabalho nomeada como Home Office – algo como “Escritório em Casa”, tem nitidamente sido reconhecida como viável por empresas e profissionais liberais.

Home Office – Uma questão de perfil e disciplina

Uma pesquisa realizada com empresas pela Amcham – Câmara Americana do Comércio, em 2012, revelou que, das práticas adotadas para reter talentos nas empresas, 39% disseram utilizar o home office – oferecido como flexibilização dos horários de trabalho dentro do pacote de benefícios.

Contudo, antes de pensar em transformar um dos quartos de casa em um belo escritório ou oficina, é preciso relembrarmos alguns tópicos que podem determinar o sucesso (ou o fracasso) do profissional que trabalha em casa.

Para as Empresas – Economia na Expansão

Quando empresas menores começam a desbravar novos territórios, uma das preocupações é o investimento. Como muitas dessas empreitadas têm caráter de experimentação, o home office possibilita que essa expansão exista até que o negócio naquela nova cidade se consolide, e um investimento maciço possa então ser feito, por exemplo.

Entretanto, alguns clientes podem não levar a empresa tão a sério caso ela não tenha um endereço comercial ou uma sala para fazer reuniões e tratar negócios. Nesses casos, uma alternativa também viável é a locação de pequenos escritórios destinados à atividades corporativas diversas. Alguns, conhecidos como escritórios de coworking, abrigam profissionais de várias organizações diferentes, enquanto outras empresas oferecem serviços de escritórios compartilhados, que vão desde a locação de mesas de trabalho, telefone e recebimento de correspondência a salas de reunião e treinamentos, sem aquela burocracia de contratos, locações e obras.

Toda história tem um porém e com o home office não é diferente. Assim como em algumas profissões essa modalidade é inviável, um dos principais empecilhos continua a ser a incompatibilidade do perfil do profissional.

Para o Profissional – Prova de Concentração

É fácil lembrarmos as principais vantagens do home office: sem trânsito, sobra mais tempo para o sono, para o café da manhã ou ler mais notícias. Entretanto, há uma série de outros fatores que podem afetar a produtividade do profissional que trabalha em casa. Uma pesquisa realizada pelo grupo Regus com mais de 24 mil profissionais, incluindo o Brasil, mostra os fatores que mais comprometem a produtividade desses profissionais:

  • Família pede atenção durante o trabalho (64%)
  • Dificuldade de concentração (44%)
  • Ruídos domésticos, como máquinas de lavar (42%)
  • Dores na coluna causadas por mesa inadequada (32%)
  • Conexão de internet lenta ou insegura (28%)
  • Tentação de deixar a televisão ligada (23%)
  • Conexão de telefone com problemas (11%)

Sendo assim, para a empresa que pensa em colocar um funcionário nesta modalidade, é preciso considerar, a princípio, três comportamentos para que as chances de sucesso desse profissional sejam maiores.

  1. Independência – Não depender de colegas ou superiores para a execução de tarefas. Um toque de automotivação também é necessário, já que ele não terá a presença constante do chefe e pares.
  2. Disciplina – Capacidade de manter o foco e priorizar tarefas farão a diferença para quem trabalha sozinho. Além disso, o profissional disciplinado mantém uma rotina e não se deixa abalar por causas como as citadas na pesquisa acima.
  3. Organização – Para controlar com eficácia o andamento dos projetos e manter o ambiente em condições propícias para o trabalho.

Além disso, é preciso analisar se o profissional se sente melhor trabalhando sozinho ou com outros colegas. Há indivíduos que são mais produtivos quando estão próximos de colegas, trocando ideias e seguindo as orientações do gestor. Precisam da influencia de outras pessoas para dar resultado, pois possuem o foco em pessoas e gostam de ambientes corporativos para trabalhar. Por isso, essas pessoas dificilmente conseguiriam trabalhar em casa. Nesses casos, o trabalho em ambientes compartilhados é uma opção mais interessante.

Já descobriu em qual perfil você se encaixa melhor? “Home office” ou apenas “office“? Saber se você tem disciplina, organização e comprometimento necessários para trabalhar em casa é determinante para escolher o melhor caminho.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!