O que fazer e não fazer na hora de abrir uma franquia?

O que fazer e não fazer na hora de abrir uma franquia?



O que fazer e não fazer na hora de abrir uma franquia?

Muitas pessoas querem trocar de carreira, dar uma guinada na vida radicalmente, principalmente financeiramente e acabam optando por abrir um negócio.

Neste momento pensamos em franquias, negócios praticamente prontos que possam ser expandidas, seu custo é bem diferente de um negócio do zero, possui público próprio, além de uma marca reconhecida e de uma campanha publicitária de valor.

Mas é neste momento de sonhos que não podemos nos esquecer de certos pontos, e acima de tudo sermos cuidadosos.

Por estarmos ansiosos, acabamos metendo os pés pelas mãos, e aquilo que poderia se tornar um negócio próspero acaba por ir à falência mais rápido do que abriu.

E principalmente não se esquece de ser acompanhado por um advogado ou ter um consultor, que possa lhe passar as melhores dicas possíveis.

analisar franquia

Entrar em um negócio leigo é a pior coisa para um investidor.

O que não fazer?

  • Não deixar de pesquisar: Deixar de entrar em contato com outros franqueados, tanto ex como atuais, para saber mais sobre a franquia internamente e sobre o franqueador.
  • Não avaliar números: Deixar de analisar números que foram entregues pelo franqueador, para saber se o investimento solicitado é compatível com o faturamento médio.
  • Acordos sem contratos: Firmar acordos verbais, sem ter em vias de fato um contrato é um sério risco, tudo que for combinado deverá estar por escrito, é uma defesa tanto para o franqueado, como para o franqueador.
  • Mudar a empresa: Esqueça, não há a possibilidade de mudar as regras da franquia, principalmente em taxas como publicidade e royalties. Opte por uma franquia, onde as regras que cabem para todos são adequadas para você. Isso é um perfil que se encaixa na franquia.

O que fazer?

  • Questione Custos: Questione todos os custos que terá ao abrir uma franquia, não apenas o custo inicial. Calcule tudo, capital de giro, funcionários, equipamentos, ponto comercial. Inclusive até o custo para manter a franquia enquanto está em fase de adaptação e ainda não consegue se manter sozinha.
  • Qual seu faturamento e lucro: Questione sua margem de lucro líquido, e qual o faturamento mensal aproximado que a franquia poderá atingir. Com este analisará a rentabilidade da franquia.
  • Analise Contratos: Verifique a duração do contrato e como é sua renovação. Pois dentro do prazo de contrato e sua renovação, normalmente é o tempo que o franqueado tem para reaver o investimento financeiro na franquia.
  • Verifique o Perfil: Você possui o perfil esperado para ser um franqueado? Você entende do ramo, possui afinidade com ele? É necessário se identificar com o negócio que irá gerenciar, não podemos trabalhar em algo que não gostamos, mesmo porque será seu ritmo que colocará a franquia a funcionar. Se faça essas perguntas, para ver se está pronto para este trabalho.
  • Suporte do franqueador: Questione se o franqueador poderá lhe passar todo o suporte necessário, como será o acompanhamento da matriz, quais treinamentos serão ministrados, como será o acompanhamento para problemas operacionais.

Se caso você tiver mais algum tópico que colocaria em nosso artigo, escreve nos comentários logo a baixo do artigo e possivelmente incluiremos em nosso artigo.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Como funciona o sistema de Franquia

Como funciona o sistema de Franquia



Como funciona o sistema de Franquia

Ter a sua própria franquia, é um sonho de muitos que começam a empreender, pois estão sempre almejando, fazer o seu negócio crescer por todo o país. No entanto, apesar de muitos terem essa vontade, são poucos os que conhecem realmente como funciona esse sistema de franquia.

O objetivo do artigo de hoje é trazer para todos um pouco de como funciona uma franquia, aprender a lidar inteiramente e exclusivamente com esse modelo de trabalho, pode se tornar uma alternativa diferente e te dar uma nova perspectiva sobre o real significado de uma franquia, além é claro, abrir os seus horizontes, para enxergar ainda mais longe, uma característica que deve fazer parte do currículo de qualquer um que se arrisque no mundo do empreendedorismo.

Como funciona o sistema de Franquia

Vamos então entender um pouco agora, sobre as vantagens e desafios para quem almeja nada menos que o lugar de franqueado ou franqueador.

Como funciona o sistema de uma Franquia

Em um sistema de franchising, o franqueador autoriza o franqueado a explorar os direitos de uso da marca que será trabalhada, fazendo a distribuição (de forma exclusiva e para uma determinada região) dos produtos e serviços.

Um dos pontos positivos da franquia é porque ela é uma replicação de um modelo de sucesso, ou seja, seu modelo já foi testado e consequentemente aprovado, atingindo um padrão de eficiência. Assim, para o franqueado, não a necessidade da dúvida em questão da qualidade do produto ou serviço, já que foi testado e se mostrou eficiente. Ele pode então, contar com uma estrutura de marketing e ferramentas de gestão profissionais, o que reduz bastante os riscos iniciais do negócio.

Do outro lado da moeda temos o franqueador, que enxerga o franchising como uma estratégia para a distribuição de seus produtos e serviços e por que não uma excelente forma de expansão territorial. O modelo permite ao franqueador, crescer sem a necessidade de altos investimentos em estrutura, já que a criação de novas unidades fica a parte dos franqueados.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!

Como traçar o perfil do consumidor?



Como traçar o perfil do consumidor?

Olá, caro leitor, esse artigo especial aborda um assunto que deveria ser levado em consideração por qualquer pessoa que queira se tornar, ou que já é um empreendedor. Se trata do perfil dos consumidores de seus produtos. Mas porque isso é importante? Como traçar o perfil dos consumidor? Como aplicar essas informações na prática? Continue lendo que você saberá de tudo isso.

O que é o perfil do consumidor?

Você já se perguntou o que leva às pessoas a comprar? A resposta é simples, elas compram porque possuem necessidades e são motivadas a supri-las, sejam essas necessidades reais ou criadas apenas para satisfazer algum mercado.

Sabendo disso, é possível perceber que algumas pessoas são propensas a consumir certos tipos de produtos que outras não consomem geralmente, por exemplo, mulheres grávidas não costumam comprar artigos esportivos, assim como esportistas não costumam entrar em lojas para recém nascidos.

O perfil do consumidor é uma lista de características de comportamento de um determinado grupo de pessoas, divididas por idade, classe social, personalidade, endereço, sexo, escolaridade, etc. Ou seja, como as pessoas possuem comportamentos de grupos, é possível antecipar quem vai comprar seus produtos antes mesmo de lançá-los no mercado.

Por que é importante traçar o perfil do consumidor?

O principal motivo para você traçar o perfil do consumidor é que, conhecendo os compradores para o seus produtos você será capaz de “atacar” no ponto certo para aumentar a conversão de vendas.

São tantas formas de fazer isso, como direcionar campanhas publicitárias ao público certo, fazer promoções em épocas mais adequadas de acordo com seu público, etc.

Além disso a antecipação é imprescindível para o sucesso em qualquer negócio, já que os consumidores não pensam no porque de estarem comprando, eles apenas compram. Então se você conhecer essa motivação que os leva a comprar, estará um passo à frente.

Como traçar o perfil do consumidor?

Aqui é que você terá que se deter e empenhar um tempo bom para que seu conhecimento sobre os clientes seja realmente uma vantagem. Antes de mais nada, há uma pergunta que deve ser respondida: Você já atua no mercado ou pretende começar?

Isso é importante porque, se você já for atuante, se já vende seus produtos por aí, então será bem mais fácil traçar o perfil do consumidor, já que você possui uma bagagem de experiência e um campo onde possa ser feito levantamento de dados.

Se você ainda não tem experiência no mercado que pretende começar, então o trabalho será um pouco maior, mas ainda assim é possível começar bem.

Bom, para traçar o perfil do consumidor, como já comecei a dizer no início do artigo, você deverá fazer um levantamento de várias características pessoais, físicas e motivacionais do seu cliente em potencial, como:

  • Faixa etária;
  • Classe social;
  • Sexo;
  • Endereço;
  • Estilo de vida;
  • Perfil social, ou personalidade;
  • Cultura;
  • Motivação, ou o que leva o cliente a consumir o produto;

Para saber disso tudo você vai precisar ir à campo e observar, perguntar, analisar direito as pessoas que já compram produtos iguais ao seu, ou se o seu produto for uma inovação, pensar no que levaria as pessoas a comprar, e quem compraria.

Se você já atua no mercado, além disso tudo pode ser feito pesquisas de interesses, seja por panfletos na loja ou mídias digitais como redes sociais ou aplicativos para smartphones, as possibilidades são inúmeras.

Como aplicar isso na prática e tornar esse conhecimento em uma vantagem?

Sabendo isso tudo sobre seus clientes, ou possíveis clientes, você poderá direcionar melhor suas campanhas publicitárias, por exemplo, ou aplicar técnicas de fidelização mais adequadas, aumentando assim a conversão de vendas, ou seja, vendendo mais sem aumentar o número de visitas em sua loja.

Com isso você pode até passar na frente da concorrência lançando produtos certos, para as pessoas certas na época e locais certos. Essa técnica é matadora, se você souber onde, para quem, quando e o que vender, pode ter certeza que suas vendas irão atingir níveis muito altos.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Como criar um Plano de Negócios

Como criar um Plano de Negócios



Como criar um Plano de Negócios

A qualquer consultor, ou profissional que você for perguntar irá lhe dizer que o mais importante antes de começar qualquer empreendimento é fazer um bom, ou melhor, um ótimo planejamento. O plano de negócios irá te dar uma segurança sem igual, além de iluminar seu caminho como empreendedor, já que você irá saber quanto, onde e quando aplicar seu capital.

O plano de negócios serve para mostrar como o seu negócio deve funcionar e em qual ramo você deve seguir para ter sucesso. Seja o seu empreendimento uma franquia ou não, com um plano de negócios, você vai conseguir analisar e estudar o mercado da sua região, analisar a concorrência, ter uma expectativa de lucro, dentre outros dados importantes para o seu negócio. Estudos e relatos de empresários bem sucedidos mostram que escrever um plano de negócios ajuda a desenvolver uma empresa mais rapidamente e aumenta suas chances de sucesso.

plano de negocios

Se você quer abrir um negócio, deve fazer o plano de negócios para sair em busca do tão sonhado sucesso financeiro. Criar uma empresa sem antes estudar os importantes pontos que um plano de negócios disponibiliza, é como abrir um negócio  as cegas, sem saber se vai dar certo ou errado. Veja as dicas que separamos logo a baixo e aprenda como criar um plano de negócios.

Escolha o segmento do seu investimento

Para você saber se a sua ideia pode ou não dar certo, ou para saber o que mudar para aumentar os ganhos você deverá fazer um plano de negócios. Ele vai forçar você a testar suas hipóteses sobre o produto ou serviços da qual você quer investir, com isso você vai pode ter uma noção de que a sua ideia de fato pode dar certo ou não.

Nem tudo o que você pensa que pode dar certo tem chances de realmente acontecer, por isso a importância de criar um plano de negócios e descobrir qual nicho, ou segmento, seu capital será aplicado com maiores chances de dar certo.  Tenha em mente que a escolha do nicho é uma das etapas mais importantes do processo, então planejar e garantir a escolha certa pode demandar tempo e dinheiro que não será desperdício.

Para manter o foco, passe uma peneira em todas as suas ideias e elabore o documento apenas com uma. Se não parecer viável em seus resultados, você faz com outro nicho.

Analise a Concorrência

Como disse o Sun Tsu em seu célebre livro “A arte da guerra”, conheça seus inimigos mais do que a si mesmo. As ideias e Sun Tsu são tão geniais que valem para tantas questões quantas se possa imaginar, inclusive no comércio. Mesmo que seja meio óbvio essa frase, mas você deve conhecer muito bem sua concorrência para não ficar para trás na corrida do mercado.

Faça uma listagem de quem são os seus concorrentes de acordo com o segmento de mercado que você escolheu. Se você for usar a Internet, liste os principais sites e suas formas de atuação. Se possível, você pode tentar fazer um documento com dados de faturamento e números de vendas ou prestação de serviços dos seu concorrentes, sejam eles grandes ou de pequeno porte. Tenha em mente que você deve se manter sempre acima e à frente da concorrência.

Localização do Empreendimento

Outro quesito importante que deve constar em seu plano de negócios é o local que você irá abrir a franquia. Ainda que a maior parte, ou pelo menos as maiores, das franqueadoras oferecem um planejamento criterioso na escolha do ponto, é bom que você tenha o seu próprio plano, já que provavelmente você conhecerá bem o mercado de sua cidade.

Capital inicial necessário

Escolhe-se o porte da empresa: pequeno, médio ou grande. Depois se lista tudo o que é necessário para abrir a empresa: montagem de estrutura, maquinário, funcionários, matéria-prima e soma-se o gasto multiplicado pelos seis primeiros meses de sobrevivência no mercado. Geralmente nos sites oficiais das franqueadoras você já poderá contar com algumas tabelas de custos.

Nos COF’s (Circular de Oferta de Franquias) você terá informações mais detalhadas sobre custos e gastos que haverão até o empreendimento começar a dar retorno.

Outros pontos que devem estar em seu plano de negócios

Devem estar ainda no documento: escolha do nome, logo, estudo da marca, pesquisa de mercado (opcional) para saber qual seria a aceitação do público diante de uma nova marca, dentre outros. Isso se você estiver pretendendo começar um negócio do zero, porque se você optar por abrir uma franquia já terá em mãos toda a consolidação da marca no mercado.

Um plano de negócios te dá mais visão do seu empreendimento

Se você tem mais de uma ideia de investimento, que tal fazer uma escolha mais sábia com base no papel? Observar dados reais do mercado e prospecção do produto ou serviço para os próximos anos que apenas prospectar baseado no que você curte mais, ou no que parece ser mais atraente a seus olhos vistos.

Um plano de negócios é elaborado por um profissional e com base no mercado atual, pode te ajudar a escolher entre duas ideias supostamente geniais e te ajudar a escolher a mais lucrativa. Mas você pode fazer seus rabiscos por conta própria também, um empreendedor que se respeite tem que saber um pouco de cada etapa do seu empreendimento.

Veja o vídeo a baixo a onde ensina como criar um plano de negócios:

Até mais e boa sorte!


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Os Segredos para abrir uma Franquia de Sucesso

Os Segredos para abrir uma Franquia de Sucesso



Os Segredos para abrir uma Franquia de Sucesso

Muitos pensam que abrir uma franquia já é garantia de sucesso, claro que há facilidades em trabalhar com uma marca já conhecida e consolidada no mercado e aproveitar de sua fama para vender produtos e serviços. Mas o segredo de uma franquia de sucesso não envolve apenas isso. Existem muitas coisas por trás dos bastidores e seu caminho não é ser apenas mais um empreendedor que compra uma franquia e segue adiante. Leia a seguir, algumas dicas para aumentar suas chances de abrir uma franquia de sucesso.

Tudo o que você precisa saber antes de abrir uma Franquia

Escolha uma franquia que se encaixe em sua região!

Uma franquia pode ser famosa no mundo inteiro, e mesmo assim, pode acontecer dela não dar certo em sua região, e isso acontece muito mais do que você pensa. Imagine abrir uma franquia internacional em uma cidade com a população e com uma renda média baixa. Não que um caso desses sempre irá ser um mal empreendimento, mas que as chances de não dar certo é muito alta.

Avalie o seu público alvo!

Não seja precipitado, avalie bem quem será seu público alvo, conheça esse público o máximo que puder, considere sua evolução ao longo do tempo, avalie se esse público tem capacidade de consumir, ou se pelo menos essa capacidade seja boa para seu negócio.

Faça um plano de negócios!

Uma ótima dica, é sempre investir na elaboração de um plano de negócios. Um plano de negócios é um documento usado para planejar o seu empreendimento. Ele é um guia de estudos usado para analisar o seguimento na qual você quer investir. Os principais pontos estudados em um plano de negócios são:  localização ideal, produto e necessidade do mesmo no mercado, concorrência, oferta e demanda, dentre outros. O documento é elaborado por um economista e é bem simples de entender, contando gráficos e dados reais do mercado, com expectativa de até 10 anos se assim você desejar. Caso você queira fazer o seu próprio plano de negócios, leia nosso artigo a onde mostramos como criar um plano de negócios.

Cuidado com quanto você vai ter que pagar para abrir uma franquia!

Franquia não é tudo igual e não é porque você estudou afundo uma proposta que sabe como todas funcionam. Uma dica é analisar cada proposta com cuidado. Algumas tem custo único para usar a marca, mas outras cobram anualmente e outras possuem um contrato muito curto. Não importa o quanto o departamento de marketing seja bacana na conversa, leia bastante sobre o tema e veja se a proposta encaixa-se no seu poder aquisitivo.

Estude bem o local para montar seu negócio!

Localização é um dos pontos mais importantes para se analisar antes de qualquer coisa. Não dá para investir em uma grande loja que não tenha uma boa visualização e que seja de difícil acesso em que é preciso muita luta e força de vontade para chegar e consumir. Quanto mais fácil for o acesso e visualização, maiores são as chances de sucesso.

No fundo no fundo não há muitos segredos para abrir uma franquia de sucesso, se você tiver calma para analisar bastante e comparar bem entre as opções na hora de planejar terá grandes chances de realizar um bom investimento.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!
Vantagens de abrir uma Franquia

Vantagens de abrir uma Franquia



Vantagens de abrir uma Franquia

Abrir uma franquia é uma escolha de investimento a ser avaliada com bastante cautela. Pode-se sim ter uma franquia de sucesso e lucrar muito dinheiro como em qualquer outra forma de investimento, mas há os ricos envolvidos que o empreendedor precisa levar em consideração. Como em qualquer outro modelo de investimento, é preciso estudo e avaliação com cuidado, pois sempre há vantagens e desvantagens de abrir uma franquia, pois nem tudo o que dizem por ai é verdade.

vantagens_desvantagens

vantagens_desvantagens

Vantagens de abrir uma franquia!

O investidor receberá conhecimento prévio do mercado

Quando você firma um acordo com uma franquia, eles fazem um estudo de campo, como por exemplo, uma avaliação do produto e estudos sobre as preferências do mercado consumidor de sua região. O franqueado receberá todos esses conhecimentos já acertados, com as devidas mudanças para você se adaptar melhor ao perfil do seu público alvo. Caso você fosse criar uma empresa do zero, todo esse estudo deveria ser feito por você. Esta é uma boa economia de tempo e dinheiro para quem quer começar um negócio.

Campanhas de marketing já prontas!

Uma boa parte das franquias trabalha com a unificação da marca, e o que isso quer dizer?   Quer dizer que as campanhas de marketing já são feitas por profissionais especializados da própria empresa e divulgados nas mais diversas mídias, com isso você não vai precisar se preocupar em ficar divulgando sua empresa. Isso é um dos principais pontos positivos para quem decidi abrir uma franquia.

 

A empresa já tem fama no mercado

Tornar uma empresa conhecida em sua localidade pode levar alguns meses e imagina tornar uma empresa conhecida em nível nacional? Isso pode levar anos. A empresa O Boticário , por exemplo, para a O Boticário se tornar a marca conhecida que é hoje em todo o Brasil, ela precisou de mais de vinte anos no mercado nacional e ainda há quem não conheça a empresa e seus produtos, por isso, quanto mais famosa e conhecida for uma empresa da qual você pretende abrir, maiores são as chances de você ter sucesso com o seu negócio.


VEM EMPREENDER COM A GENTE - CLIQUE AQUI!